Quando fazer Biodanza?

Quando fazer Biodanza? - Site Oficial de Nuno Pinto

Aulas Abertas em Lisboa

Todas as 5as feiras

Das 15h às 17h (Av. Almirante Reis, 106, 5 Dto)

Das 20h às 22h (Rua Sociedade Farmacêutica, 12)

 

Pré-Congresso Europeu Biodanza 2014 (clique aqui)

Porto, 28 Junho 2014  

Lisboa, 29 Junho 2014  

 

Congresso Europeu Biodanza 2014 (clique aqui)

Estoril, 03 a 06 Julho 2014  

 

Escola Biodanza SRT Lisboa e Porto (clique aqui)

Inscrições abertas, início em Setembro 2014

 

Para mais informação, não hesites em contactar:

biodanzanunopinto@sapo.pt ou + 351 96 289 43 74

O que é a Biodanza SRT ?

Definição Oficial de Biodanza:

A Biodanza SRT (Sistema Rolando Toro) é um sistema de integração humana, renovação orgânica, re-educação afetiva e re-aprendizagem das funções originárias de vida. A sua metodologia consiste na indução de vivências integradoras através da musica, do canto, do movimento e de situações de encontro em grupo.

 

Criada por Rolando Toro Araneda, poeta e antropólogo chileno, é práticada um pouco por todo o mundo como uma prática de desenvolvimento humano que ajuda a expressão dos potenciais da identidade, promovendo alegria, saúde e bem-estar.

 

Definição de Biodanza (pelas minhas palavras):

A Biodanza é um sistema de desenvolvimento humano, que convida a integração da identidade, através da música, do canto, do movimento e de situações de encontro em grupo, induz vivências integradoras e promove a saúde e o bem-estar.

A renovação orgânica, a re-educação afetiva, a re-aprendizagem das funções originárias de vida, a expressão dos potenciais genéticos, a integração dos 3 níveis de conexão, são aspectos inerentes à expressão de uma identidade integrada e saudável, propósito maior da Biodanza.

 

Porquê um sistema?

A Biodanza é uma atividade transdisciplinar e por isso, integra várias abordagens do conhecimento e da vivência humana. Combina a música, a dança, o canto, a interação em grupo, apoiada e desenvolvida com base num modelo teórico operacional sustentado em várias ciências e abordagens humanas, como a Biologia, a Física, a Filosofia, a Fisiologia, a Psicologia, Sociologia, o Movimento Humano, a Afetividade, a Criatividade, a Sexualidade, a Transcendência, a Vitalidade, a Identidade, entre tantas outras que seria por demais enumerar. Sendo um sistema, ‘a combinação de partes reunidas para concorrerem para um resultado, ou de modo a formarem um conjunto’, melhor se percebe a definição da Biodanza como tal.

 

Porquê desenvolvimento humano?

A intenção é englobar a totalidade da nossa humanidade na proposta de integração da Biodanza. Por exemplo, um sistema de desenvolvimento pessoal centra-se mais nos aspectos da personalidade. A Biodanza procura ir mais além integrando todos os níveis de vivência e expressão humana: os instintos, as sensações, as emoções, os sentimentos, os pensamentos e as ações. 

Não se centrando, nas causas ou nos sintomas (logo não lhe podemos chamar uma terapia ou qualquer outra abordagem de diagnóstico), aposta no desenvolvimento dos potenciais humanos inatos para melhoria da qualidade de vida, tendo aí um efeito terapêutico, pois ao reabilitar determinadas funções, estou a ‘resolver’ algumas questões. 

Não substitui nenhuma outra prática, mas ajuda a complementar muitas, uma vez que o desenvolvimento humano é feito de múltiplos caminhos.

 

Porquê integração de identidade?

'A Identidade é “o único e seus atributos”, o que cada pessoa “é” essencialmente frente a qualquer outro sistema de realidade (in sebenta Identidade e Integração)'. Logo, temos aqui infinitas possibilidades de expressão de si mesmo, que leva a que cada um busque a sua forma particular de ser e viver.

Sabendo-se que a nossa identidade se expressa em qualquer ambiente (favorável ou adverso), ela necessita de uma ambiente enriquecido de eco-fatores favoráveis para se expressar de forma integrada. É fácil observar que um ambiente tenso, desarmonioso, conflituoso, bélico cria potencialmente um ser humano desequilibrado e por contraponto, um ambiente harmonioso, amoroso, tranquilo, cria potencialmente um ser humano equilibrado (nada é tão linear, mas espero que sirva como referência).

A Biodanza propõe, através da vivência em grupo regular, um ambiente enriquecido de eco-fatores favoráveis, tais como a música, o movimento, a matriz grupal afetiva, capazes de gerar sentido de pertença, alegria, prazer que podem levar uma boa integração da identidade. Bons hábitos, criam boas pessoas...

 

Porquê vivências integradoras?

A Biodanza, tal como a Vida é fonte de vivências. A vivência é "a experiência vivida com grande intensidade por um indivíduo num lapso de tempo aqui e agora, incorporando funções emocionais, cenestésicas e orgânicas" (Rolando Toro, 1968). Em Biodanza, estimulamos vivências integradoras.

Sendo a vivência uma das bases, na metodologia da Biodanza (que como já vimos anteriormente, tem o propósito de integração de identidade), ela não é a única fonte de vivências, uma vez que toda a Vida gera vivências. No entanto, na Vida estamos expostos a eco-factores positivos e negativos, ou a experiências nutritivas e tóxicas, ou a boas e más experiências, sem filtros e sem protecção. Faz parte da vida, aprender a lidar com estes desafios, sendo que uns conseguem melhor que outros. Por vezes, essas vivências deixam marcas (traumas, bloqueios, recalcamentos, medos), que muitos tem dificuldade em superar. E é assim que aprendemos a viver... 

Somos preparados pela educação convencional, para o desempenho de um papel na sociedade e para o exercício de uma profissão, que nos permita subsistência e funcionalidade dentro das regras da mesma. E tudo, numa base cognitiva, de apreensão do conhecimento pela razão, pela elaboração mental, pelo raciocínio, pela dedução lógica. No entanto, a vida é mais do que isso... ela também é visceral, emocional, sentimental, contraditória, misteriosa... 

Não existe na proposta educativa uma clara aposta numa formação para a Vida: como me expresso? o que desejo? como integro o prazer e a alegria de viver? como me conecto comigo, com o outro e com os outros de forma nutritiva e saudável? como regulo meu instinto? como aceito as minhas sensações? como lido com as minhas emoções? o que faço com o meus sentimentos? como lido com meus pensamentos? Em geral, o enfoque é como 'ser alguém' com uma carreira, ser produtivo, competitivo, famoso...

Sendo a Biodanza um sistema pedagógico, privilegia as vivências integradoras, que geram sensações de bem-estar, que pelo prazer e pela alegria possam levar à elaboração das questões acima. Vivências orientadas para a Vida, centradas na Vida, partindo do pressuposto de que o que é bom para a Vida, é bom para mim e por consequência começamos a procurar decisões que conduzam a uma melhoria do estilo de vida. Relações nutritivas, sentido de totalidade, sensação de pertença, reconhecimento, qualificação, escolhas assentes no próprio desejo, respeito pela vida que me rodeia, reforço da auto-estima e do valor intrínseco, são algumas das mudanças observadas. 

Induzindo vivências que nos tocam profundamente, começamos a alterar nosso comportamento, indo além da base racional e lógica que nos constitui em termos de educação e cultura, mas não em termos de humanidade. Somos insitintivos, cenestésicos, emocionais, sentimentais, mentais, espirituais e nossa educação inclui alguns destes aspectos fugazmente e centra-se na estimulação intelectual como resposta para a vida. A proposta da Biodanza, é pela vivência, incorporar todos esses aspectos da natureza humana. Integração! Incorporação (fazer corpo)!

Onde e como fazer Biodanza? Ao ritmo da vida...

Onde e como fazer Biodanza? Ao ritmo da vida... - Site Oficial de Nuno Pinto

A Biodanza, como processo (caminho) deve ser praticada de forma regular (semanal) para que os seus propósitos de integração possam ser alcançadas.

 

Aqui, poderás encontrar informação sobre os Grupos Regulares, os Projectos de Aprofundamento e as Escolas de Biodanza e ver qual a melhor forma de desfrutar do caminho da Biodanza, ao ritmo da vida…

 

Grupo regular de integração (Lisboa)

Para quem deseja iniciar e desenvolver a Biodanza como processo

 

Todas as 5as feiras, das 15h às 17h e das 20h às 22h, em Lisboa

Aula aberta à primeira 5a feira de cada mês

 

Grupo regular de aprofundamento (Lisboa)

Para quem deseja desenvolver e aprofundar a Biodanza como processo 

Todas as 3as feiras, das 20h às 22h

 

Projecto de Aprofundamento (Lisboa e Porto)

Para quem deseja aprofundar e intensificar a Biodanza como processo

 

6 workshops de fim-de-semana ao longo de 2 anos

Identidade, Afectividade, Eros, Árvore dos Desejos,

Árvore dos Medos - Projecto Minotauro, Identidade e os 4 Elementos

 

Escola de Biodanza Sistema Rolando Toro (Lisboa e Porto)

Para quem deseja aprender os fundamentos teóricos e vivenciais da Biodanza como processo

 

12 workshops de fim-de-semana por ano, ao longo de 3 anos

Saiba mais sobre a Escola de Biodanza SRT em www.escolabiodanzasrt.com

Links de Vídeos sobre Biodanza

Entrevista na tv de António Sarpe:

https://www.youtube.com/watch?v=JrUrPfTSG_Q

 

Entrevista na tv de Nuno Pinto:

https://www.youtube.com/watch?v=jTBjp1NbMCM

 

Nuno Pinto, ao ritmo da vida...

Nuno Pinto, ao ritmo da vida... - Site Oficial de Nuno Pinto

Nasci a 28 de Outubro de 1971, em Lisboa. Iniciei meu percurso com a Biodanza SRT em 1999, na Escola de Biodanza SRT de Portugal, num processo de auto-conhecimento e desenvolvimento pessoal.

 

Desde sempre me fui perguntando acerca da vida e das múltiplas possibilidades e dificuldades que ela nos desafia para ser vivida. Na minha senda pessoal cruzei-me com vários ensinamentos, técnicas, práticas, filosofias e terapias. No final percebia que cada vez sabia mais sobre mim, mas que desse muito, pouco, mesmo muito pouco, conseguia aplicar no meu dia a dia …

 

Surge então a Biodanza, que adoptei sem demoras como processo de integração e desenvolvimento pessoal, onde comecei a aperceber-me com o tempo, que o que sabia finalmente se começava a incorporar no meu quotidiano.

 

O que fazer? Com quem viver? Onde viver? Como viver?

 

Comecei finalmente a sentir maior coerência, entre o que sentia, o que pensava e a forma como falava e agia, na resposta às minhas questões existenciais. Por isso, segui o caminho da Biodanza. Sinto-me muito feliz e integrado no caminho percorrido, que me proporcionou qualidade e um novo estilo de vida assente na vinculação comigo mesmo, com o outro e com a totalidade, com particular enfoque na alegria e no prazer de viver.

 

Tenho 2 filhos, a Diana e o Gustavo, e mantenho alguns hobbies com os quais procuro desfrutar a vida. Entre os muitos prazeres da vida, gosto de passear, de uma boa conversa com amigos, viajar, ler o jornal e livros de estudo, ver um bom filme, namorar, andar de mota, comer num bom restaurante, dormir uma boa sesta, entre outras coisas boas, que seriam demais enumerar…

 

A minha formação de base foi a Gestão Administrativa. Desenvolvi empresas próprias e trabalhei por conta de outrem sendo que a última experiência foi na Portugal Telecom, como gestor de conteúdos no Portal Sapo. Actualmente dedico-me em exclusivo à Biodanza, como facilitador, didata, diretor e supervisor.

 

Sou Facilitador de Biodanza Sistema Rolando Toro há cerca de 13 anos e estive na génese do Movimento Biodanza SRT em Portugal. Estou também na origem da Escola de Biodanza SRT do Porto e no relançamento da Escola de Biodanza SRT de Portugal (em Lisboa). Nestas Escolas, desempenho funções como Didata e Diretor da Escola de Biodanza do Porto. Tornei-me em 2009 no 1º Facilitador Didata Português com habilitações para dar formação em Escolas de Biodanza SRT, tendo já ministrado workshops nas Escolas em Portugal e no Estrangeiro. Além disso, facilito Formação Contínua (só para facilitadores) em Portugal e no Estrangeiro, sob supervisão de António Sarpe, criador do modelo. 

O meu local...

O meu local... - Site Oficial de Nuno Pinto

O meu Blog...

O meu Blog... - Site Oficial de Nuno Pinto

A 'minha' Escola...

A 'minha' Escola... - Site Oficial de Nuno Pinto